domingo, 6 de abril de 2014

Seus olhos pesam, concorrência para comigo e com os demais, alarmantemente, findável - Nicolas Santos

Ressalto mais uma vez a escolha. Definições que surgem para um mesmo tópico, anunciações que tentam domar o sentimento dos próximos e semelhantes, esquecem-se vertiginosamente de toda subjetividade que envolve a humanidade, prorrogam e desperdiçam o equilíbrio à fim de anunciar curas para “doenças” expressas, as pressas. Saltitam e vendem-se a indústrias que tem a alma do planeta, o dinheiro segue a movimentar-se. Comerciais de humanos vendendo a insanidade a outros humanos, o que seria a insanidade ? Escolhamos

Nenhum comentário:

Postar um comentário