domingo, 20 de abril de 2014

Renuncio ao vagal intuito da mudança, labor aos vermes - Nicolas Santos

Eu gostaria de repousar, gostaria que repousassem em noites flácidas, flagelos, adquirem meus olhares por tampouco que cobro sensatamente, anunciam e eu perco a vontade ligeiramente, não há escrivaninha, só papel, lembro das fissuras existentes nas paredes que vão descolorindo-se, a janela é propriedade da ferrugem, tão sincero quanto isto, meu coração em pedaços indecifráveis, todo mundo sorri por algo e alguém, eu apenas viro o rosto, a página, o dia. Acabou, foi só isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário