domingo, 24 de junho de 2012

Sem música - Nicolas Santos

Vai passar, eu sei que vai passar. Talvez essas palavras já tenham sido ditas à ti, talvez por alguém mais famoso ou alguém que não te ama muito, mas com certeza, você já ouviu essas 2 palavras, acompanhadas de um olhar animador e uma incerteza petrificadora, acompanhadas de versos e acordes, acompanhada de tudo aquilo, que vive te matando. Mas eu ainda levo essa esperança e ligeiramente vivo por causa dela, a certeza de que o amanhã é sim, muito melhor que o hoje, certeza de que a dor, ficará no travesseiro e irá caminhar, pular e dançar na janela de outro. Não quero que a tristeza passe adiante, eu só quero, que ela se enterre e me espere. Só isso Pois, algum sentido a vida deve ter, deve existir algum sentido no céu, não que ele exista, mas deve ter, sentido esse que me faz olhar para as pequenas estrelas e pensar “vai passar”, algum sentido em abraçar, as colunas cimentadas, colunas, ah. Deve haver algum sentido em querer ajudar e apegar-me à uma pessoa, que no momento, sofre por um idiota qualquer, deve haver, pois eu não sei amar, mas vivo procurando sentido nisso, sentido que só encontro em dias cinzas e cheios de mel estragado. Alegria repentina, tristeza repentina, também me estragam, mas me fazem caminhar 3 cômodos e pular em cima de uma cama, pensando em amar mais os meus genitores e menos a saudade. Me ame e espera passar

3 comentários: