quinta-feira, 24 de novembro de 2011

so long, goodbye - Nati Busch

palavra por palavra, 
o crime foi cometido, 
um assassinato. 
a vítima, eu mesma. 
o culpado, você. 


o detetive não queria enxergar, 
os fios de cabelo no paletó, 
as manchas de sangue no chão.
o detetive falhou, e continua a acreditar, 
que você vai mudar. 


dizem que você cresceu, 
que não é mais o mesmo, 
mas você continua com essas mesmas mentiras, 
e os mesmos joguinhos sujos. 


hoje eu acordei querendo jogar tudo pro alto, 
com vontade de te mandar pro inferno, 
hoje eu encontrei uma força estranha dentro de mim. 
hoje eu vou fazer de tudo o que eu puder, 
pra te esquecer. 




eu vou sumir de você, da sua vida. é, eu vou embora, decidi isso hoje mesmo, não tem mais motivo nenhum pra mim ficar... adeus, ou até logo. 

3 comentários: