sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Protetora das estrelas - Beatriz Fagundes


Hoje eu acordei e tinha sol, os pássaros estavam a voar na vista da minha janela. A vida corria solta do outro lado. A vida dos outros, a dos meus pais.
Vida, a minha? Minha única conquista é meu violão, meu par de all star e meus amigos. Medalhas de competição não vão me levar a lugar nenhum.. eu não quero ir. Eu quero ficar aqui, na minha cama olhando pela janela.
É hora de levantar, tenho que ir pro colégio, fingir ser alguém.. talvez eu seja, também não quero ser.
Queria ter mais que uma flor, queria um buque, pra estragar pétala por pétala enquanto conto os minutos para o fim. Espera, não é o fim da vida não, é só o fim do dia. Quero ver a lua, quero ver as estrelas.
As estrelas me olham, elas olham todo mundo. A lua é olhada, por todo mundo. Eu me sinto uma dessas estrelas, no meio de uma lua. Mas que lua é essa, toda cheia de si? Parece alguém, não sei.
Aqui estou eu no fim do dia, na minha cama novamente, onde tudo começa e termina, onde eu penso que você esta aqui do meu lado. Essa cama é muito grande só pra mim, quero uma nova. Uma nova cama? Uma nova o que? Eu também não sei.
Eu olho a janela agora, e me da um desespero. Cadê as estrelas que olham pra mim? São as únicas que me fazem sentir importante. Você não olha pra mim como eu olho pra você, me faz sofrer, elas não.
Vai cair a maior chuva, o céu ta sem estrela. Me resta cantar, vou tocar e cantar, só pra imaginar que você me ouve e gosta. A chuva ta caindo agora, ela não para, uma chuva forte e intensa, como o que eu sinto por você.
Mas que estranho, chove na cidade inteira, mas nenhuma gota na minha janela. Talvez essa chuva não seja pra me limpar. Falar em limpar, eu preciso tomar banho, vou ali correr na chuva como se eu tivesse alguém pra amar, pra cantar debaixo das gotas e imaginar você do meu lado.
Ei, sai daqui, esse sonho é meu, e as estrelas já são caçadas pelo meu amigo. Deixe-as em paz, eu tenho que protege-las, eu tenho que proteger meu coração também. O que você esta esperando? Va olhar da tua janela.

3 comentários:

  1. A confusão que perpassa por todo o texto se contrasta com a clareza do entendimento a respeito do mesmo.. Muito bom!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. TODO TEXTO TÊM A LUZ E O BRILHO DOS TEUS OLHOS! PARABÉNS! JUSSARA RAMOS

    ResponderExcluir