domingo, 26 de fevereiro de 2012

Canção - Nicolas Santos

Lembrar é morrer.
Lembranças são pedaços de mortes em vida, vidas que passaram pelas nossas e hoje encontram mais ar, perto de uma figueira qualquer. Perto de um céu menos cinza e um mundo menos instável, um mundo menos infeliz, um mundo que não acabe toda semana.
O meu tem acabado todo dia, as vezes de manha, nunca a tarde, quase sempre a noite, em pensamentos que circulam a minha cama e doem na alma, circulam com passe livre, passe tristeza, passe e se vá. Venha alegria, brinque de balanço em lençóis de cor branca, pare de brincar de se esconder de mim, fique, permaneça.
Pessoas não permanecem, elas se alternam em momentos onde tu que um dia foi tudo pra elas, vira apenas uma fotografia sem valor, você é albúm de recordações na minha mente, doloridas e sangrentas recordações, esqueça, lembre.
Esqueci de viver, mas não esqueci de você



6 comentários:

  1. que lindo :( ler seus textos sempre me deixa com vontade de escrever... é. Já disse pra você não desistir disso né? Pois é, não desista de escrever nunca, obriada u-u LKJLKA

    /gabs

    ResponderExcluir
  2. Concordo c o comentario anterior, vc escreve muito bem =) gostei mt viu?Me identifico bastante com o que vc escreve.

    ResponderExcluir
  3. Acho que só essa palavra que eu posso dizer para esse texto: profundo.
    Sabe, a gente sabe de tudo o que somos, e de tudo que vamos deixar de ser e sabemos também de todas as pessoas e momentos que só restarão na memória, ainda sim é difícil. É sempre difícil. Mas a gente consegue continuar.
    Adoro aqui. Cuide-se.

    ResponderExcluir
  4. Mundo feio com mania de acabar, pior a vida que é roubada ou o coração que te mata.

    ResponderExcluir
  5. "Esqueci de viver, mas não esqueci de você"

    Esse trecho diz tudo.
    Por favor Nick, nunca pare de escrever.

    ResponderExcluir