sábado, 21 de maio de 2011

oh, you -Beatriz Fagundes

Tão estranho despertar segurando sua mão, mas olhar e ver que, na verdade, é o meu travesseiro. Pensar que de uns dias pra cá tenho caminhado de cabeça baixa, na esperança de que quando eu levantasse meus olhos, eu enxergasse você logo a frente, de braços abertos esperando por mim.
Se a vida nos fez distante e de um modo qualquer procurou nos conectar, significa que o que temos dentro é maior que qualquer numero que anteceda os km’s de distancia. E se você meche assim comigo, é porque existe algo em você que precisa de mim, e algo em mim que precisa de você.
                Eu tenho procurado por teu sorriso, tua voz, teu cheiro, por você, em todas as pessoas que me cercam, que passam por mim. Eu tenho feito coisas que talvez eu não fizesse nunca, só pra ter a chance de me aproximar de você. Seja por um minuto, por alguns dias, ou pelo resto da minha vida.
                Talvez não pareça, mas cada pequena palavra que você me diz me faz pensar e querer cada vez mais, cada coisa que acontece no meu dia que me faz pensar em você muda totalmente o rumo da prosa, cada vez que me chama de amor me faz sorrir, cada vez que penso em você, não penso, sonho acordada.
                Encontro você quando fecho meus olhos e fico a pensar, encontro você quando, sem perceber, escrevo teu nome no canto do meu caderno, encontro você quando me imagino com um outro alguém, encontro você quando meu coração grita o teu nome e me diz que eu devo lutar por isso com todas as minhas forças.
                E eu não tenho medo de nada, eu vou lutar por você, eu vou te fazer feliz como você me faz, vou te dar o conforto que você precisa, vou ser tudo e mais um pouco, independente dos outros, independente do mundo, porque o meu mundo é você.

2 comentários:

  1. Meu deus, vc escreveu tudo q eu exatamente eu tô srntindo ! Perfeitoooooooo !! Amei, amei, ameiii muitooooo s2

    ResponderExcluir
  2. Nossaaaaa muito belo !!!

    ResponderExcluir