domingo, 1 de junho de 2014

Sumário para a desobediência - Nicolas Santos

Concernem, mantenho a esperança de que seja uma conspiração com data para acabar, mantenho a data, o necrotério é auto-sustentável, meço essas antiguidades com inovações que ecoam ao seu amor, qual amor ? Despreparo-me e vago rotineiramente, comprimidos garganta à baixo, acima só o que leio, moro na filosofia, reclame, poetas não mudam o mundo, poetas preferem a morte da flor. Para ti, flor.

Um comentário:

  1. Oi príncipe! Eu cresci, amadureci e agora entendo um pouquinho mais da vida. Sinto sua falta ao mesmo tempo que sou feliz todos os dias só pela lembrança do quanto você foi importante para que hoje eu ainda estivesse aqui.
    Será que você ainda lembra de mim? Espero que não te desagrade minha reaparição.
    Espero com o tempo ter mais tempo, redes sociais ou uma nova forma de comunicação para jogarmos conversa fora como antigamente.
    Saudades inacabáveis.

    ResponderExcluir